A crescente produção de resíduos sólidos é um dos grandes problemas económicos, ambientais, sociais e de saúde pública enfrentados por todos os países que, com diferentes abordagens, procuram equacionar a sua gestão sustentável.

Portugal tem uma larga experiência e know-how na gestão integrada de resíduos, sendo detentor de modelos regulatórios, institucionais e de opções tecnológicas. Portugal é um exemplo a seguir.

O Brasil viu aprovada recentemente a sua Política Nacional de Resíduos Sólidos (Lei n.º 12.305/10, de 2 de Agosto de 2010). Marco histórico da gestão ambiental no Brasil, esta lei propõe-se melhorar a gestão de resíduos a partir da divisão de responsabilidades entre a sociedade, o poder público e a iniciativa privada.

A comprovada experiência das empresas portuguesas poderá dar um forte contributo ao desenvolvimento do modelo brasileiro de gestão de resíduos.

Neste contexto o Brasil afigura-se hoje como um mercado estratégico para o sector português da gestão integrada de resíduos.

O Projecto Inter-Resíduos visa precisamente potenciar a internacionalização no Brasil das empresas portuguesas que actuam no sector dos resíduos e fomentar a partilha de oportunidades entre as entidades de ambos os países envolvidas na política estratégica, regulação e gestão de resíduos.